EXAME DE CONSCIÊNCIA PARA AJUDAR NUMA BOA CONFISSÃO
 
 

PASSOS PARA A CONFISSÃO:

1º - Preparar-se com tranqüilidade em oração, pedindo a Luz do Espírito Santo sobre sua memória e seu coração, a fim de se deixar tomar pelo arrependimento. Lembre-se de que o arrependimento é a chave que abre o coração de Deus.

2º - Aproximar-se do padre, pedindo sua bênção. É útil informar se já não se confessa há muito tempo, ou outra informação que você mesmo considerar importante.

3º - Confesse com simplicidade de coração os seus pecados. Se considerar necessário, peça algum esclarecimento ao sacerdote.

4º - Ouça com atenção as palavras do padre. Receba com imensa gratidão o perdão de Deus, expressando seu arrependimento e o propósito de continuar lutando contra o pecado. Ore a penitência determinada pelo padre como sinal do seu desejo de conversão.


COMO EXAMINAR MINHA CONSCIÊNCIA?

O Senhor nos pede:
"Amarás o Senhor teu Deus de todo o coração, com toda tua alma e de todas as tuas forças".

Por isso, reflita:

Deus tem recebido o lugar que lhe é devido em minha vida?

Como está meu relacionamento com Deus?

Tenho procurado alimentar minha amizade com Deus através da participação nos Sacramentos?

Tenho sido fiel ao meu compromisso de participar das Santas Missas dominicais, ou tenho faltado às Missas por motivo de preguiça?

Freqüentei seitas ou lugares onde se praticam cultos que não agradam a Deus (espiritismo, ocultismo, horóscopo,...)?

Blasfemei ou usei o nome de Deus em meio a situações de irreverência?

Confessei e comunguei na última Páscoa?

O Senhor disse:
"Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado".

Tenho sido, nos lugares por onde passo, sinal do Amor de Deus, ou escandalizo e firo as pessoas com palavras e atitudes?

Como tem sido o meu comportamento de pai (mãe) cristão, ou de filho (a)?

Como está meu cumprimento dos deveres cívicos (impostos, direitos e obrigações trabalhistas, contratos,...)?

Proferi mentiras, calúnias e fofocas?

Ajudei ou induzi alguém ao aborto?

Busquei viver a pureza e a castidade próprias ao meu estado de vida de solteiro ou de casado?

Guardei o meu olhar de imagens impuras; guardei o meu corpo, que é templo do Espírito Santo?

Levei outras pessoas a pecar?


ATO DE CONTRIÇÃO
Meu bom Jesus, que morrestes na cruz para me salvar, perdoai os meus pecados, porque deles eu me arrependo e não quero mais pecar. Amém.


JEJUM

O Jejum é uma poderosa arma na luta espiritual. Muitos se perguntam: como fazer jejum? A seguir algumas informações de como realizá-lo, segundo a prudência e a generosidade do seu coração.

O JEJUM DA IGREJA
Pode ser praticado mesmo por pessoas com saúde frágil ou idosos. Consiste em tomar o café da manhã normalmente, e depois fazer apenas uma refeição escolhida de acordo com seus hábitos (almoço ou jantar). A outra refeição é substituída por um lanche simples, de acordo com suas necessidades. Um ponto muito importante neste tipo de jejum é cortar o costume de "beliscar" uma coisinha (guloseimas) ao longo do dia. Evitar doces, cafezinhos, refrigerantes etc.

O JEJUM A PÃO E ÁGUA
Neste tipo de jejum deve-se comer pão quando se tem fome e beber água quando se tem sede. Apenas isso e nada mais. Evite comer pão e beber água ao mesmo tempo, mas vá comendo aos poucos durante o dia e beba água ao longo de todo o dia, para evitar dores de cabeça ou no estômago.

O JEJUM COM BASE DE LÍQUIDO
Consiste em alimentar-se durante todo o dia somente com líquidos. Há uma variedade grande de líquidos que podem ser ingeridos, tais como: chá, sucos de frutas, sucos de legumes, água de coco.

O JEJUM COMPLETO
Neste tipo de jejum não se come coisa alguma e só se bebe água. Para esta modalidade é necessário que a pessoa já esteja treinada em outros tipos de jejum. É necessário, também, beber água várias vezes ao dia para manter-se hidratado.

O verdadeiro jejum não deve ser feito para provar nada a ninguém, muito menos a Deus. O verdadeiro jejum é uma disciplina de vida espiritual, uma "Oração com o corpo". Deve-se evitar o tipo de jejum que pode lhe tornar urna pessoa irritável e impaciente. O jejum deve nos dispor à oração e à comunhão com Deus.

Fonte:
     Pe. Antonio José e Pe. José Marques Pascoal.